Posted by Ramon S Rosa | Posted in | Posted on 19:58

1

Não se julgue, nunca, pelo fato de ser. Deixe que aqueles que te cercam deixem isso transparecer...




Sei que nem tudo eu sei
Que nem tudo sonhei
Que em tudo, não fiz o amor

É tão difícil explicar
O desejo de ver
Construir o amar, em você

Não, eu não quero deixar
De tentar arrumar
A mudança do nosso bem viver

E pelo lado de cá
Sou aquele que diz
Mas que um eterno aprendiz

E aprendendo você
Passo a perceber
As nuances do amor que se lê

Versos de poemas ao ar
Melodias criar
Ritmos brasileiros, pra te amar

Posted by Ramon S Rosa | Posted in | Posted on 19:53

0

É tudo tão natural quanto eu não sei dizer, que prefiro calar-me de uma vez, ao insistir em te ver .





Poeta de chuva
Que vem de tão longe
Que cai de tão alto
Poeta que sente
Poeta gelado,
Poeta calado

Sois tão rápido
Atemporal, divido
Tendes sede, de chuva que seque
As lágrimas que descem
Dos seus próprios olhos

És apenas um poeta
Não esperes mais do que isso
Poeta sem direção, sob o alerta
De um temporal que vem surgindo